Visite também: UnderLinux ·  Dicas-L ·  SoftwareLivre.org ·  [mais] ·  Currículo ·  Efetividade ·  makerNews ·  Arduino

Em votação apertada, Debian opta pelo systemd e deixa o Ubuntu um pouco mais isolado

Votação no comitê técnico deu 4x4 e precisou ser desempatada pelo chairman. Com a opção pelo systemd (ao menos na próxima versão, e nas arquiteturas Intel) no Debian, o Ubuntu permanecerá sendo a única entre as distribuições mais populares a usar o Upstart, criado pela Canonical, como sistema de inicialização default1.

Além do Debian, usam systemd distribuições como Fedora, openSUSE, Mageia, Gentoo e Arch – e o Red Hat Enterprise Linux vai adotá-lo em sua próxima versão.

O Debian, que é um dos últimos sistemas a manter o clássico Sys V init, anunciou em outubro que estava discutindo qual sistema de inicialização iria sucedê-lo: o Systemd ou o upstart. Desde então foram várias tentativas de seleção que não foram conclusivas, mas agora parece que é pra valer: o comitê técnico decidiu que o systemd será o init default no Debian Jessie, a não ser que uma resolução geral (do conjunto de desenvolvedores da distribuição) mude isso. (via www.zdnet.com - “Debian init decision further isolates Ubuntu | ZDNet”)

 
  1.  O que se torna mais interessante na análise quando observamos os vários outros subsistemas básicos nos quais o Ubuntu se diferencia das suas colegas.

Comentar

 
comments powered by Disqus

Comentários arquivados