Visite também: UnderLinux ·  Dicas-L ·  SoftwareLivre.org ·  [mais] ·  Currículo ·  Efetividade ·  Arduino

Anunciado o fim do projeto Hardened Kernel no Gentoo

Tags: kernel, comunidade

Como todos já sabem, o Grsecurity anunciou o fim da disponibilidade dos patches na árvore -test, e a criação de um repositório de códigos-fonte comercial. Tal iniciativa acabou afetando diversos projetos que se beneficiavam com a distribuição gratuita destes patches, como a parceria formada com o Arch Linux e Gentoo, que recebiam integralmente os patches a serem aplicados no kernel.

Em Abril deste ano o Arch Linux anunciou o fim do empacotamento do kernel linux-grsec, e agora foi a vez do Gentoo, usando a mesma ótica de que ficará difícil entregar um produto de qualidade com patches defasados.

De acordo com o Gentoo News, haverá um masking no pacote hardened-sources até o dia 27 de Agosto, e depois ele será removido. Aos novos utilizadores, é recomendado que utilizem o pacote ordinário de kernel: sys-kernel/gentoo-sources. A parte relativa ao SELinux continuará funcionando e sendo mantida pela equipe do Hardened Gentoo, e os fontes dos pacotes que manipulam o PaX ficarão congelados em seu último estado. Contudo, a segurança diminuirá um pouco em todo o projeto por conta da remoção de uma das linhas de defesa providas pelo PaX/Grsec.

Ainda há um esforço por parte de alguns membros da comunidade em manter a árvore 4.9 do Kernel Grsec Gentoo em um repositório externo a distribuição. A equipe de segurança do Gentoo acha a atitude louvável, mas não pode assegurar a segurança do produto que está fora de seus limites de atuação, ficando a critério do usuário decidir se confia ou não.

Enviado por Nícolas Wildner (nicolasgauchoΘgmail·com)

Compartilhe: [Twitter] [Facebook] [Comentar]

Hackaton de Acessibilidade do KDE busca doações da comunidade

Tags: instalar, distribuicoes, evento

Randa Meeting é o encontro anual de programação dos desenvolvedores do KDE que por padrão vem se dedicado a trazer a tecnologia para diferentes sistemas operacionais e form factors. Esse ano o encontro será sobre acessibilidade, Mas o que queremos dizer com isso?

No KDE, entendemos que tecnologia não é sempre simples, e que diferentes condicoes e habilidades fazem os programas serem mais complicados de usar. Como queremos que o software livre seja universal, precisamos deixar que os softwares que escrevemos rodem bem, independente de pra quem.

Queremos nos focar em coisas que tendem a falhar no caminho, problemas que sao chatos, mas nao pra todos. Pessoas com deficiência visual, pessoas com deficiencia motora são as pessoas que iremos querer nos focar nesse sprint.

Como iremos fazer isso?

Nesse evento iremos nos fechar na quietude dos alpes suiços e levar varios projetos nessa direção. David Edmundson, por exemplo, planeja usar seu tempo para melhorar o Plasma para pessoas que preferem usar o teclado virtual. Isso ajudará pessoas com mobilidade reduzida que tem dificuldades em trabalhar com mouse.

Adrian de Groot ira trabalhar no Calamares, o instalador de distribuições linux criada pelo projeto KDE. Adriaan fará o Calamares mais facil de ser usado para pessoas com pouca visibilidade integrando-o com o leitor de telas Orca.

Alem dos dois projetos mencionados acima, teremos desenvolvedores do GCompris, Kdenlive, kubuntu, kmymoney, kontact, kube, digikam, atelier, KDEEdu, WikiToLearn e Krita. Todos trabalhando juntos para resolver problemas de acessebilidade no KDE.

Enviado por Tomaz Canabrava (tcanabravaΘgmail·com)

Compartilhe: [Twitter] [Facebook] [Comentar]

Hangout Online e Gratuito Escola Linux - Bancos de Dados Enterprise PostgreSQL, quinta às 20h

Tags: patrocinador, evento, banco-de-dados

Inscreva-se no Hangout Online e Gratuito Escola Linux - Bancos de Dados Enterprise PostgreSQL nessa 5a feira (24/8/17) as 20h!

Link de inscrição: https://events.genndi.com/register/169105139238459327/0e13aa2ca6

Enviado por Paulo Oliveira (treinamentoΘlinuxsolutions·com·br)

Compartilhe: [Twitter] [Facebook] [Comentar]

Como Montar Partição LVM e Instalar GNOME no CentOS-Red Hat 7 via chroot

Tags: instalar, video

Após instalar o sistema mínimo do CentOS 7 Red Hat, o próximo passo é necessário instalar o Ambiente Gráfico, nesse caso instalamos o GNOME via chroot, mas para isso foi necessário montar a partição LVM, conforme o vídeo abaixo.

Enviado por Marcos Oliveira (terminalroottvΘgmail·com)

Compartilhe: [Twitter] [Facebook] [Comentar]

Vídeo: Criando títulos em vídeos com o Kdenlive

Tags: video

Neste vídeo veja como criar título em vídeos utilizando o Kdenlive. O recurso de clip de título tem uma série de recursos que quando usado em conjunto com efeitos e transições nos proporciona resultados bem interessantes. No vídeo usamos a transição Screen sobre um clip de título para criar um efeito de abertura.

Duração: 01:58

Enviado por Marcello de Souza (marcellodesouzaΘgmail·com)

Compartilhe: [Twitter] [Facebook] [Comentar]

DatabaseCast 78: Projeto de BI na prática

Tags:

Neste episódio, Mauro Pichiliani (@pichiliani), Wagner Crivelini (@wcrivelini) e o convidado Arthur Luz (@arthurjosemberg) fazem o projeto de BI sair do papel. Confira neste episódio qual é a versão da verdade, por que não reinventar a roda, como lidar com usuários que não sabem o que querem, os detalhes de pré-projeto e como lidar com as questões políticas de adoção e uso de ferramentas analíticas.

Enviado por Mauro Pichiliani (pichilianiΘgmail·com)

Compartilhe: [Twitter] [Facebook] [Comentar]

Ubuntu GNOME Shell – apresentação do novo Ubuntu Dock

Tags: instalar, distribuicoes, shell

Ao longo de vários dias, Didier Roche vem mostrando as principais mudanças que, provavelmente, virão já na versão 17.10. E, hoje, após atualizações, ele informou que o novo Ubuntu Dock deve vir instalado e ativado na sessão default do Ubuntu 17.10 “Artful”. Mas, ele também deixa claro que o Ubuntu Dock é um ‘light fork’ do ‘Dash to Dock’ com alguns ajustes.

De acordo com Didier Roche, o intuito, em oferecer o Ubuntu Dock default, é facilitar a migração dos usuários advindos do ‘Unity‘ para um GNOME Shell ‘puro’. Assim, a Canonical consegue entregar um “ambiente padrão” diferente das demais distribuições Linux; e ainda manter usuários familiarizados e confortáveis nessa transição.

Enviado por RICARDO FERREIRA COSTA (linuxdescomplicadoΘgmail·com)

Compartilhe: [Twitter] [Facebook] [Comentar]

Primeiro doador Iridium deste ano da OpenBSD Foundation é anunciado

Tags:

Pra quem lembra que a anos atrás o projeto OpenBSD teve até problemas para pagar as contas de luz, vê que a situação financeira melhorou bastante.

Ken Westerback, diretor da OpenBSD Foundation, anunciou a primeira doação nível Iridium de 2017. Pelo segundo ano consecutivo a Smartisan fez uma doação de 100.000 dólares canadenses em suporte ao OpenBSD e seus projetos relacionados.

A Fundação obviamente agradece bastante as generosas doações já feitas pela Smartisan, e garante que o dinheiro será investido em projetos excitantes nos próximos anos.

A campanha de levantamento de fundos deste ano ainda está correndo e 190 mil dos 300 mil dólares canadenses de meta já foram atingidos.

Enviado por Nícolas Wildner (nicolasgauchoΘgmail·com)

Compartilhe: [Twitter] [Facebook] [Comentar]

Módulos em Python

Tags: desenvolvedores

Conforme um programa aumenta em funcionalidade e/ou complexidade também crescerá em tamanho e se transformando em uma longa e tediosa coleção de linhas de código de difícil manutenção. Neste caso é de bom grado dividi-lo em partes menores — e deixar que a própria linguagem se encarregue de agrupar durante a execução — que o deixarão mais simples de se trabalhar, compreender e também de reutilizar seus componentes em outros projetos.

Em Python eles são chamados de módulos e são geralmente usados para expandir as capacidades da linguagem, carregar funcionalidades e, claro, também permitir que seu programa possa ser segmentado em unidades menores e assim não virar uma tripa! 😀

Enviado por Giovanni Nunes (giovanni·nunesΘgmail·com)

Compartilhe: [Twitter] [Facebook] [Comentar]

Curso Proxmox VE Advanced com 20% de desconto para leitores do BR-Linux

Tags: curso, promo

Curso de Proxmox VE Advanced da Konnecta TI Tecnologia. Conteúdo do Curso:

1 - Importação de VM de outros Hypervisors, como VMWare, Hyper-V, VirtualBox 2 - Clone e Templates de VM e P2V / V2V ( Fisica -> Virtual / Virtual -> Virtual ) 3 - Gerenciamento de Rede, Segurança e Firewall 4 - Storages de rede: NFS, iSCSI, ZFS over iSCSI 5 - Stogages de rede distribuído: GlusterFS, Ceph 6 - Cluster Proxmox - Live Migration - Replicação de Storage ZFS 7 - Alta Disponibilidade de VM 8 - Autenticação e Gerenciamento de Usuários

Aproveite os preços promocionais. Leitores da BR-Linux ganham 20% de desconto usando o cupom br-linux

Enviado por

Compartilhe: [Twitter] [Facebook] [Comentar]

Pwn2Win CTF 2017 - Inscrições abertas

Tags: evento

As inscrições para o Pwn2Win CTF 2017 estão oficialmente abertas. Como na edição de 2016, além das categorias tradicionais de eventos Jeopardy-style, como Engenharia Reversa, Exploitation, Forensics, Networking e Web Hacking, o evento também contará com desafios de programação estilo Maratona (PPC-M), Física e Eletrônica, visando um engajamento maior de players brasileiros que nunca tiveram contato com CTFs. Todas informações podem ser vistas em https://pwn2win.party/regras.

Enviado por Álisson Bertochi (alissonΘbertochi·com·br)

Compartilhe: [Twitter] [Facebook] [Comentar]

Treinamento oficial Zimbra Collaboration System Administration

Tags: instalar, evento, curso, certificacao

Turma PRESENCIAL e ONLINE do treinamento oficial Zimbra Collaboration System Administration agendada para OUTUBRO de 2017!

É com muito prazer que compartilho com vocês uma ótima oportunidade para capacitação (com certificação oficial) em Zimbra: Turma presencial e Online (“Mix“), do curso oficial Zimbra Collaboration System Administration.

Quando será o treinamento? De 23 a 25 de OUTUBRO de 2017, Presencial (Brasília) e Online das 9h às 18h.

Caso deseje mais informações ou se inscrever (vagas limitadas), entre em contato (O valor pode ser dividido sem juros pelo Paypal): http://www.bktech.com.br/treinazimbra, treina@bktech.com.br, (61) 3226-7932.

Quais são os objetivos desse treinamento? Desde tarefas básicas de administração até a migração e solução de problemas, o curso Zimbra Collaboration System Administration capacita o aluno com o conhecimento necessário para implementar o Zimbra nos mais diversos cenários, sejam eles em Cloud ou infraestrutura local, com escalabilidade e alta disponibilidade. O curso também ensina as metodologias e melhores práticas de mercado para aprimorar a instalação e administração do Zimbra.

Enviado por Treinamento Oficial Zimbra - Bktech (treinaΘbktech·com·br)

Compartilhe: [Twitter] [Facebook] [Comentar]

Emmi GNU/Linux, lançamento 2.2 Sid

Tags: distribuicoes

Lançamento oficial da versão 2.2 Sid.

Flexibilidade • Estabilidade • Leveza • Beleza • Facilidade - Este é o foco do projeto que é Brasileiro com base no Debian Stable e visa trazer novos usuários para o mundo GNU/Linux.

Computadores mais modestos agora poderão ter um ar novo com um ambiente totalmente tradicional e moderno. O projeto Emmi conseguiu uma parceria com o FISH e está equipada a partir desta versão com um novo Shell que é voltado totalmente para aprendizagem e facilidade, a tela preta não será a mesma! O projeto Emmi também agora está com o repositório próprio Colibri!

Conheça mais o projeto Brasileiro: http://www.emmilinux.com.br https://www.facebook.com/emmilinux/

Enviado por Jefferson Rocha (lrcjeffersonΘgmail·com)

Compartilhe: [Twitter] [Facebook] [Comentar]

Parabéns pelos 20 anos, GNOME!

Tags:

Fundado em 1997 em meio a controvérsias sobre o licenciamento do KDE e suas dependências, e com uma importante contribuição do projeto Gimp (origem do GTK+, ou Gimp Toolkit), o GNOME continua crescendo e se desenvolvendo, com mais de 6000 pessoas contribuindo e mais de 8 milhões de linhas de código.

O aniversário foi na terça-feira e eu deixei a data passar, mas fica o registro. Feliz aniversário, GNOME!

(via www.gnome.org - “Happy 20th Birthday, GNOME! – GNOME”)

Nota: O BR-Linux (que faz 21 anos em novembro) está sendo servido em https desde hoje. Cruzem os dedos para dar tudo certo na transição.

Compartilhe: [Twitter] [Facebook] [Comentar]

Fundação Krita agradece publicamente as doações e traça objetivos

Tags: containers

Após a crise na fundação Krita, chegou a hora da equipe agradecer. Com rolo envolvendo a auditoria fiscal da fundação, a resposta foi melhor que o esperado. A barra de progresso no site krita.org continua crescendo e atualmente está com 37.085 euros e 857 doadores, excluindo aqueles que enviaram dinheiro diretamente ao banco. Também está contabilizado o patrocínio da Private Internet Access.

O pessoal da fundação agradece enormemente, e com uma conta de 4500 euros a ser paga ainda sobram €29,657.44. Junto a esta bela notícia, algumas metas foram também traçadas pelo pessoal do projeto:

  • Implementar salvamento em background(feito)
  • Melhorar a velocidade de renderização de animações(feito)
  • Melhorar o motor de pincéis do Krita para trabalhar com vários núcleos de processador (em desenvolvimento)
  • Melhorar a concorrência de recursos do software num geral (em desenvolvimento)
  • Adicionar a funcionalidade de touch de volta a software (em desenvolvimento)
  • Implementar a nova ferramenta de texto (em desenvolvimento)
  • Lazy Brush: criar algorítimo mais responsivo
  • Stacked brushes: funcionalidade precisa ser refeita
  • Substituir o docker de imagens externas por uma ferramenta de imagens externas (em desenvolvimento)
  • Adicionar padrões e filtros no suporte a imagens vetoriais

Todas estas funcionalidades estão previstas para o final deste ano. Após esta marca, 2018 será o ano com foco em estabilidade, performance e aparar de arestas. O salto tecnológico entre as versões 3.0 e 4.0 será maior que o ocorrido entre as versões 2.9 e 3.0, grande o suficiente para incluir um port da Qt junto do software. Novos levantamentos de fundos serão feitos em 2018, mas a forma que será feito ainda está em discussão. Kickstarters são focados em metas financeiras baseadas em objetivos e funcionalidades de um produto a ser implementado, e o que o projeto quer neste momento é melhorar o software existente ao invés de lançar novas funcionalidades a revelia.

Por enquanto, a equipe do Krita trabalha no lançamento da versão 3.2.

Enviado por Nícolas Wildner (nicolasgauchoΘgmail·com)

Compartilhe: [Twitter] [Facebook] [Comentar]