Visite também: UnderLinux ·  Dicas-L ·  SoftwareLivre.org ·  [mais] ·  Currículo ·  Efetividade ·  makerNews ·  Arduino

Libreboot não faz mais parte do GNU, mantenedora afirma estar reagindo a discriminação

Situação extremamente indesejada, mas preciso destacar: a matéria ainda está em discussão, e há várias partes envolvidas. A discriminação em questão (na forma da demissão de uma pessoa da FSF) foi alegada publicamente por uma pessoa (mantenedora do libreboot, que é um BIOS livre descendente do coreboot) que não é testemunha do que descreveu, e os representantes da FSF a negam com clareza (Richard Stallman também negou, e acrescentou que expor detalhes sobre o que aconteceu seria conveniente, mas não pode ser feito.

Os detalhes (incluindo a identidade da pessoa demitida) não são públicos. Depois da publicação do comunicado da FSF, a mantenedora do libreboot também publicou um comunicado a respeito. Embora ela fale no plural, outro desenvolvedor do libreboot também publicou um comunicado afirmando que ela fala só por si própria, e não em nome da comunidade do libreboot.

A discussão é longa e repleta de manifestações da emoção dos participantes, mas também de questões interessantes sobre o que aconteceu, muitas das quais permanecem em aberto.

Segue a descrição enviada pelo leitor:

Em uma ação bastante controversa por parte da Free Software Foundation, demitir um funcionário transgênero, Leah Rowe (também trans e líder do Libreboot) anunciou a cisão entre Libreboot e GNU nas listas de email. Segue abaixo uma tradução livre do email de Leah:

Olá, A Free Software Foundation recentemente demitiu um funcionário transgênero, apenas por ser trans e por conta de atitudes cissexistas e transmofóbicas de outras pessoas que escreveram negativamente sobre tal. A FSF achou melhor demiti-la ao invés dos ***** que praticaram bullying nela, por achar que ela estava causando dano potencial a FSF. Resultado, ela foi demitida.

Como uma pessoa trans, acho isto nojento.

Estou declarando aqui e agora para todo o mundo que o Libreboot não faz mais parte do projeto GNU. Não acredito que a FSF ou o projeto GNU mereçam existir.

Por favor, removam o libreboot da infraestrutura de lista de emails da GNU, e administradores do GNU Savannah por favor deletam a conta "lr". Eu sou dona do domínio libreboot.org e tenho a possibilidade de criar minha própria lista de emails para o projeto libreboot. Não desejo utilizar as listas GNU/nonGNU nunca mais.

O Libreboot não faz mais parte da GNU ou FSF. Venho por meio deste também denunciar a GNU e a FSF.

Vida longa a comunidade LGBT, e vida longa ao movimento do Software Livre. Enquanto isto, a FSF e a GNU poder ir se fo***

Leah Rowe

A discussão segue na lista (ver link de referência) com alguns membros respondendo em desculpas por ter chegado neste ponto.

Enviado por Nícolas Wildner (nicolasgauchoΘgmail·com)

Comentar

 
comments powered by Disqus

Comentários arquivados