br-linux

Artigos br-linux.org
Artigos sobre Linux em bom português, originais e com qualidade

Instalando a impressora Canon i250 no linux via CUPS
Publicado em 14 de julho de 2004

Neste tutorial o nosso colaborador mais pontual, o Antônio Carlos Vasques da Silva (acvsilva_AT_terra.com.br), ensina como configurar a impressora Canon i250 via CUPS no Linux junto com o OpenOffice. Se você tem algum problema com esta impressora vale a pena conferir.

Instalando a impressora Canon i250 no linux via CUPS

por Antônio Carlos Vasques da Silva - acvsilva_AT_terra.com.br
para distros baseadas em pacotes rpm (testado no Mandrake 10)


I Canon i250

Ela é comercializada no Brasil pela Elgin e ainda não tem suporte nativo nas distros que testei, mas a versão 2.3.0 dos filtros para as impressoras canon já tem driver para ela.
Até recentemente, o único driver disponível era pago e encontra-se disponível em www.turboprint.de pela bagatela de R$ 100,00 aproximadamente... ;-(

A característica desta impressora é que "a tinta é mantida em estado líquido no interior de uma minúscula câmara ligada ao reservatório... Para imprimir um ponto, basta aplicar um pulso de corrente elétrica a um pequeno resistor... O calor gerado vaporiza a tinta, formando uma bolha. A pressão proveniente do súbito crescimento da bolha expele uma gotícula de tinta. Ao cessar o pulso, a redução da temperatura no interior da câmara faz a bolha desaparecer e a resultante queda da pressão suga tinta do reservatório para encher novamente a câmara. Essa técnica foi batizada pela Canon de "bubble jet", uma referência à bolha de vapor que força a expulsão da gotícula (1)."

II Obtendo os drivers

Baixe-os no endereço http://www.canon.co.nz/products/printers/colour_bj_printers/i250_drivers.html

Você vai precisar dos seguintes pacotes:

a) via rpm:
- bjfiltercups-2.3-0.i386.rpm
- bjfilteri250-2.3-0.i386.rpm
- libpng.so.2 (pacote libpng-1.0 em www.rpmfind.net)

Obs: não testamos nas distros debian/slackware based. Tutoriais para estas serão muito bem vindos.


III Instalando os drivers

1) entre no diretório onde baixou os pacotes: # cd /diretório_desejado

2) instale os pacotes nesta ordem:

1o - # rpm -ivh lib*m
2o - # rpm -ivh bj*250*m
3o - # rpm -ivh bj*ps*m

Obs.: 1) no Mandrake pode-se usar o "urpmi": # urpmi libpng* bjfil*
2) você deverá satisfazer as dependências que venham a aparecer em outras distros


IV Configurando o cups

Visite http://www.vivaolinux.com.br/artigos/verArtigo.php?codigo=1108&pagina=3


V Instalando a impressora

1) via printtool -> veja meu tutorial em http://brlinux.linuxsecurity.com.br/tutoriais/002414.html#002414


VI Usando a impressora

Basta ligá-la, deixá-la "aquecer", escrever qualquer texto e apertar o botão "imprimir" de seu editor de texto predileto ou então o comando "ctrl + p".

PRONTO!!! Mais uma impressora configurada e funcionando no linux.


VII Configurando a impressora no Openoffice

Se você não configurá-la no openoffice, não conseguirá usá-la.
Vejamos ocmo conseguir fazer isto:

1) vá no diretporio do openoffice (/usr/lib/openffice, se pacote nativo da distro): # cd /usr/lib/openoffice

2) vá no diretório program: # cd program

3) dê permissão de execução para o programa "spadmin": # chmod +x spadmin

4) execute-o: # ./spadmin


5)clique em "adicionar nova impressora" e depois em "próximo";

6)selecione "generic printer" e depois em "próximo":


7)selecione "lpr -P "canon_i250" para que apareça no quadro "digite a linha de comando apropriada para este dispositivo"; depois, clique em "próximo":


8)na janela seguinte, digite o nome para a impressora (por ex.: canon_1250_openoffice), defina-a como "padrão" e, por fim, clique em "concluído".

9)a impressora aparecerá como padrão. Agora para os ajustes finais:

9a)selecione a canon_i250 na janela "impressoras instaladas" e clique em "propriedades";

9b)na aba "comando" certifique-se de que está tudo de acordo com o que configurou:


9c) na aba "papel" selecione o formato (por ex.: A4), orientação (portrait="em pé"; landscape="deitado"), duplex (uma ou duas folhas por página) e escala (deixe em 1%):


9d)na aba "dispositivo" pode-se configurar vários ítens, como: alimentação manual do papel, resolução, profundidade de cor etc. Aqui vale expewrimentos para determinar o que maislhe agrade. Recomendo deixar o default do driver:


9e)em "substituição de fontes" configure a seu gosto;

9f)em "outras configurações" você define as margens para impressão. Tudo que estiver dentro dela sairá no papel:

VII Fontes:

1) http://www.bpiropo.com.br

2) openoffice conectiva


Bem, pessoal, é isso aí. Mais uma pequena contribuição que espero seja útil à comunidade!!!
;-))


Autor: Antônio Carlos Vasques da Silva
Email: acvsilva_AT_terra.com.br

Postado por fuji em julho 14, 2004 04:48 PM

Comentários para "Instalando a impressora Canon i250 no linux via CUPS"

» Postado por: Rosevaldo Zimermann em agosto 23, 2004 10:08 PM, 200.203.219:

    Achei bem interessante, e gostaria de saber se esta configuaração serve para impressora
    Canon i320, se não der certo, por favor gostaria que enviasse a maneira correta para instalação da mesma, ou enviasse o código de caracteres de escape da impressora i320, tenho instalado no servidor o linux conectiva 7.0. Por favor passem alguma informação para mim, pois estou necessitando muito! Obrigado.

 

Antes de comentar...

- Preserve a qualidade desta discussão
- Leia os Termos de Uso.
- Este formulário deve ser usado para comentários sobre a notícia. Se você tem dúvidas ou precisa de ajuda, use o Fórum.
- Mantenha o foco nos argumentos e no assunto
- Não faça ataques pessoais.
- Pense 5 vezes antes de entrar em discussões inúteis, como "qual é a melhor distribuição/ambiente gráfico/linguagem de programação/etc.", mesmo se alguém já tiver provocado - um erro não justifica o outro
- Não seja um e-mala ;-)

Envie seu comentário









Lembrar as informações pessoais?


Atenção: Este formulário deve ser usado para comentários sobre a notícia. Se você tem dúvidas ou precisa de ajuda, use o Fórum, onde mais pessoas estarão disponíveis para respondê-lo..






Nota: os comentários pertencem a seus respectivos autores e são de responsabilidade de quem os postou. O restante desta nota está disponível sob a licença GNU FDL, exceto se explicitamente declarado em contrário.