Visite também: UnderLinux ·  Dicas-L ·  SoftwareLivre.org ·  [mais] ·  Currículo ·  Efetividade ·  makerNews ·  Arduino

Saiba mais sobre o Zephyr, novo sistema operacional RTOS para Arduinos e Galileo, capitaneado pela Linux Foundation

Sistema Zephyr será voltado aos hardwares com menor disponibilidade de recursos, e tem como pontos fortes previstos a modularidade, a segurança e a conectividade.

O Zephyr será um software livre, baseado na licença Apache 2.0. Seus diferenciais incluem várias medidas para limitar a demanda por recursos do hardware: aplicação e kernel compartilham um mesmo espaço de endereçamento, recursos podem ser incorporados (no momento da compilação do RTOS) na configuração e quantidade exata a ser definida pela aplicação, e recursos obrigatórios de verificação de erros serão reduzidos ao mínimo para evitar maior ocupação de memória (serão oferecidos como opções de debug, não como parte do núcleo obrigatório de recursos).

Entre os serviços oferecidos pelo RTOS, estão os de multi-threading, os de interrupções (com registro na compilação e na execução), de sincronização e comunicação entre threads, de alocação de memória e de gestão de energia.

A Linux Foundation, com apoio inicial da Intel (leia-se também Altera e Wind River), NXP, Synopsys e UbiquiOS, e aberta a novas adesões, destaca que é um complemento (e não um substituto) para o Linux embarcado, e que está voltado a atender inclusive os casos de uso de menor disponibilidade de memória.

As plataformas previstas para suporte inicial incluem 2 modelos de Arduino (o 101, baseado em Intel Curie, e o Due, baseado em Atmel ARM Cortex-M3), a placa Galileo da Intel, e a placa FRDM-K64F Freedom da NXP. Outras serão acrescentadas conforme o interesse dos desenvolvedores for agregado. (via www.linuxfoundation.org - “The Linux Foundation Announces Project to Build Real-Time Operating System for Internet of Things Devices”)

Comentar

 
comments powered by Disqus

Comentários arquivados